Buscamos métodos inovadores e eficientes, utilizando produtos e equipamentos de alta qualidade, segurança e eficiência para o controle de pragas urbanas*.

Nossos procedimentos são regidos por órgãos ambientais, como a Fundação Estadual de Proteção Ambiental – FEPAM, que certificam o serviço com menor impacto para a saúde do meio ambiente.

Além disso, treinamos constantemente os nossos profissionais para atualização dos procedimentos corretos para o manejo integrado de pragas urbanas.

Pulga – Aranha – Cupim – Mosquito – Pombo – Percevejo de Cama – Traça – Barata – Carrapato – Mosca – Escorpião – Formiga

Método de controle:

– MIP: O manejo integrado de Pragas consiste na análise e reparo do local a ser tratado, levando em consideração aspectos físicos que favorecem a existência de insetos, Dentre eles, janelas sem cobertura, ralos expostos, vazamentos de água, alimentos disponíveis, etc.

Ajustando esses aspectos, conseguimos o controle de 50 a 99% dos problemas com pragas urbanas, fazendo com que ações de efeito corretivo só sejam utilizadas em casos extremos.

– Controle químico: A utilização de métodos químicos ocorre quando não há outra maneira de executar o controle de insetos no ambiente tratado. Nesse caso, utilizamos os seguintes métodos:

– Pulverização: Aplicação de inseticidas de forma líquida, utilizada em situações de alta infestação.

– Spray Aerossol: Aplicação indicada para locais de difícil acesso, como frestas e fendas, onde os insetos formam colônias e a pulverização líquida não consegue atingir.

– Aplicação em gel: A aplicação em gel é utilizada para casos de baixa infestação de formigas e baratas, sendo utilizada como pontos de iscagem atrativa.

– Polvilhamento: Técnicas de polvilhamento são utilizadas em locais que não podem receber aplicações líquidas, como motores de equipamentos industriais e ralos de esgoto, por exemplo.

to top